Seis dicas essenciais para lidar com equipes sobrecarregadas - FACPED
Acesso Online

Seis dicas essenciais para lidar com equipes sobrecarregadas

5 mentiras que devemos parar de contar a nós mesmos
22 de março de 2016
5 mentiras que devemos parar de contar a nós mesmos
5 de maio de 2016
Exibir Tudo

Seis dicas essenciais para lidar com equipes sobrecarregadas

Quadros enxutos, concorrência e barganha por preço baixo. Impostos estratosféricos, crise política, competitividade e corte de custos. Apenas algumas das inúmeras consequências que a crise provoca nas empresas. E as equipes sentem. Sentem a insegurança, a pressão por produzir mais – recebendo o mesmo – e administrar tantas cobranças vindas do chefe e dos clientes. Sentem ainda mais, a cada minuto, o medo de perder o emprego.

Pode parecer um pouco dramático, mas é exatamente isso que temos visto nas empresas ultimamente. São pessoas assombradas, receosas e líderes tendo que gerenciar equipes à beira de um colapso. Mas como equalizar este cenário?

Em tempos de crise, muitos líderes isolam-se na tentativa de mudarem os números, quando deveriam preocupar-se em estar mais próximos destas pessoas para, através delas, alcançarem os resultados. Assim, é preciso que o gestor tenha a compreensão exata daquilo que os funcionários pensam e sentem para conseguir desenvolver uma estratégia de capital humano bem sucedida.

Só que isso dá trabalho. E como! Especialmente se a equipe não estava preparada e engajada, pois agora, com o tempo mais escasso o desafio será ainda maior. Quer saber como fazer o melhor uso do capital humano para melhorar o desempenho de sua equipe? Confira.

1. Pratique o feedback de maneira estruturada

Há vários modelos de feedback no mercado. O feedback sanduíche, por exemplo , que sugere que o líder reforce os pontos positivos do colaborador antes de sugerir uma melhoria e conclua a conversa sempre com palavras de encorajamento. Parece teoria, mas na prática, ajuda muito na comunicação, no relacionamento e afeta diretamente produtividade da equipe. Considere contratar uma consultoria para treinar os líderes para “Dar e Receber Feedback” de forma mais eficaz.

2. Conheça a “CHAVE”

Conhecimento, Habilidade, Atitude, Valores e o Entorno. É essencial que o gestor conheça as motivações, sonhos, necessidades e valores dos liderados para que consiga identificar os tipos de perfis e talentos que formam a equipe. Assim, será mais fácil direcionar atividades e criar oportunidades para crescimento.

3. Exercite a comunicação estratégica

Em muitas empresas a estratégia está na cabeça dos executivos. Em momentos desafiadores, é importante que o líder saiba comunicar para a sua equipe a direção e os próximos passos de forma transparente, assertiva e segura. Deve haver congruência entre o verbal e não verbal. As pessoas percebem quando não há alinhamento entre o que se diz e o que se faz.

4. Promova o colaborativismo

Ouça mais o seu time e provoque debates. Muitas vezes a base tem respostas que podem ajudar significativamente o desenvolvimento dos negócios e das vendas. Estimule o trabalho em equipe. Se for o caso, incentive o job rotation.

5. Tire as pessoas da zona de conforto

Estimule o liderado a pensar fora da caixinha e encorajo-o com novos desafios. Para isso, vale lembrar que é imprescindível conhecer o perfil comportamental dele.

6. Tenha empatia

Nem sempre é fácil compreender sentimentos alheios, reconhecer e aceitar as diferenças. Para criar sintonia com o outro, devemos estar atentos para conseguir interpretar os seus sentimentos e perceber aquilo que não é dito. As pessoas emitem sinais sutis sobre aquilo que desejam. Por isso, é fundamental observar os gestos, a postura, a entonação da voz e, muitas vezes, até o silêncio.

A autora deste artigo, Shana Wajntraub, conduziu também um dos Workshops do Administradores Premium. Clique aqui para assistir ao trailer.

Autor(a): Shana Wajntraub
Fonte: Administradores – https://goo.gl/cGjbYz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *