FIES – FACPED

FIES 2019.1

Inscrição Novo FIES 2019

Depois de saber um pouco das novidades do Novo FIES 2019, chegou o momento de aprender a realizar a sua inscrição. Para que você entenda melhor como funciona o processo, abaixo criamos um rápido passo a passo. Vamos lá:

INSCRIÇÃO NOVO FIES 2019


Passo 01. A primeira ação a ser feita pelo estudante é acessar o site do novo FIES – fiesselecaoaluno.mec.gov.br;


Passo 02. Após a página carrega, clique no botão “Primeiro acesso? Clique aqui.”


Passo 03. Agora o candidato deverá preencher os campos em branco de acordo com o que se pede. (CPF, Data de nascimento, Código de Verificação).


Passo 04. Por fim, confira se os seus dados estão devidamente corretos e clique em “Prosseguir”.


Quando for direcionado para a página de acesso ao portal do candidato, basta fornecer os seus dados informados no momento do cadastro para poder acessar a sua plataforma. Lembre-se de se atentar para não perder o prazo das inscrições FIES 2019!

O nome do programa já diz muito sobre ele, é uma maneira de financiar a sua graduação, facilitando assim a entrada dos alunos no Ensino Superior. Qualquer aluno que tenha feito o Enem a partir de 2010 pode tentar participar do FIES. FIES 2019 O financiamento oferecido é bem chamativo, pois a taxa de juros é de 3,4% ao ano, sendo que os financiamentos comuns costumam cobrar em torno de 50%, 70% e até 100% do valor da mensalidade. Durante todo o curso o FIES 2019 é responsável por pagar as mensalidades da graduação que seja desejada pelo beneficiário, em contraste o aluno deve pagar os juros do empréstimo, que normalmente não ultra passa o valor de R$ 150,00. Depois de se formar, o aluno deve continuar pagando esse valor por mais ou menos 1 ano e meio. Esse tempo é para que o estudante consiga um emprego e alcance a independência financeira. Após isso, é que ele começa a pagar a dívida, que pode ser dividida em um período de até 3 vezes da duração do curso, mais um ano.

Documentos necessários (original e cópia):

- FICHA DE INSCRIÇÃO IMPRESSA

ATENÇÃO:  A SEGUINTE DOCUMENTAÇÃO DEVE SER PROVIDENCIADA PELO ESTUDANTE E TODOS OS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR.

- COMPROVANTE DE IDENTIFICAÇÃO (*válido para candidato e grupo familiar UM dos itens abaixo)
a) Carteira de identidade
b) Carteira nacional de habilitação, no prazo da validade
c) Carteira de trabalho e previdência social (CTPS), com foto legível
d) Certidão de nascimento (Para menores de 18 anos)

- CADASTRO DE PESSOA FÍSICA (CPF) (*válido para candidato e grupo familiar)

- COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA (* válido para candidato e grupo familiar UM dos itens abaixo)

a) Contas de água, energia elétrica ou telefone
b) Contrato de aluguel ativo, com firma reconhecida do proprietário do imóvel, acompanhando um dos comprovantes de água, energia ou telefone no nome do proprietário do imóvel.
c) Declaração do proprietário do imóvel, com firma reconhecida, confirmando a residência do morador, acompanhado de comprovante em nome do proprietário.
d) Declaração Anual do imposto de renda de pessoa física (IRPF)
e) Contracheque emitido por órgão público
f) Boleto bancário: mensalidade escolar, plano de saúde, condomínio ou boleto habitacional
g) Fatura cartão de crédito

IMPORTANTE: A comprovação de residência precisa ser individual, - para maiores de 18 anos e estar atualizada, de acordo com a emissão dos três últimos meses antecessores a entrevista.

Caso algum dos membros não possua comprovante de residência, este deverá apresentar uma declaração do proprietário do imóvel, confirmando a residência, com firma reconhecida em cartório, companhada de um dos comprovantes de conta de água, gás, energia elétrica ou telefone em nome do proprietário do imóvel.

- COMPROVANTES DE RENDIMENTOS (*Válido para candidato e grupo familiar)

ASSALARIADOS:
a) Três últimos contracheques, no caso de renda fixa.
b) Seis últimos contracheques, quando houver pagamento de comissão ou hora extra.
c) CTPS registrada e atualizada ou carnê do INSS com recolhimento em dia, no caso de empregada doméstica.

ATIVIDADE RURAL:
a) Declaração de IRPF acompanhada do recibo de entrega a receita federal e da respectiva notificação de restituição.
b) Decore com rendimento dos últimos três meses.

APOSENTADOS E PENSIONISTAS:
a) Extrato mais recente do pagamento de benefício, obtido por meio de consulta no endereço eletrônico: http://www.mpas.gov.br.
b) Extrato bancário dos três últimos meses, quando for necessário.
c) Declaração de IRPF acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição, quando houver.

AUTÔNOMOS:
a) Declaração de IRPF acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição do ano vigente
b) Decore com rendimento dos últimos três meses
c) Extrato bancário dos últimos três meses, em caso de valor fixo
d) Extrato bancário dos últimos seis meses, em caso de valor variável
e) Carnê do INSS com recolhimento em dia

COMPROVANTE DE PAGAMENTO DE PENSÃO ALIMENTÍCIA:
a) Cópia da decisão judicial, acordo homologado judicialmente ou escritura pública determinando o pagamento de pensão alimentícia, caso esta tenha sido abatida da renda bruta de membro do grupo familiar.

IMPORTANTE: Na circunstância de algum membro não possuir renda, este deverá apresentar a CTPS ou uma declaração registrada em cartório onde conste que não possui rendimentos.

Clique aqui e baixe um modelo de declaração de ausência de renda.

Caso o candidato ou algum membro do grupo familiar tenha declarado imposto de renda referente ao último ano calendário, deverá ser apresentada a declaração de IR COMPLETA, embora tenha declarado renda R$ 0,00 (zero).

- COMPROVANTE DE ENSINO MÉDIO

a) Histórico escolar e certificado de conclusão do ensino médio
b) O candidato que tenha cursado o ensino médio no exterior deverá apresentar as vias originais dos documentos referidos nos itens acima, e a respectiva tradução para o português, por tradutor juramentado, nos termos do art. 224 da Lei nº. 10.406, de 10 de janeiro de 2002 – Código Civil

- COMPROVANTE DE SEPARAÇÃO, DIVÓRCIO OU ÓBITO DOS PAIS

a) Caso os pais sejam separados, é necessário apresentar o divórcio ou uma declaração da parte ausente, reconhecido firma em cartório, com assinatura de 2 testemunhas anexado a cópia do documento de identificação destas.
b) Em caso de óbito de uma das partes, apresentar a certidão de óbito.

Modalidade I,: destinada à oferta de vagas com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda, fazendo com que os encargos a serem pagos pelos estudantes diminuam consideravelmente.

Modalidade II: destinada às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos.

Modalidade III: destinada a todas as regiões do Brasil com recursos do BNDES. Assim como a modalidade II, será destinada para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos.