FIES – FACPED
Acesso Online

FIES 2018.1

O que é o FIES

Fundo de Financiamento Estudantil

É um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas. Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação.

Com o Fies você tem
- Financia até 100% da graduação;
- Taxa de juros 6,5% ao ano;
- Só começa a pagar 18 meses depois da conclusão do curso.

Quem pode Participar
Pode se inscrever no processo seletivo do Fies o estudante que:

- Tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero);
- Possuir renda mensal bruta familiar per capita inferior a cinco salários mínimos;
- Nos termos previstos na lei, apresentar garantia para os estudantes que possuem renda mensal bruta familiar per capita entre 1,5 e três salários mínimos;
-Para a segunda modalidade de FIES, o estudante deve observar as garantias exigidas contratualmente pela instituição financeira.

O novo FIES mudou para melhor. Tem agora como pilares a ampliação do acesso ao ensino superior, a maior transparência para os estudantes e para a sociedade, e a melhoria na governança e na sustentabilidade do Fundo. O novo FIES está dividido em três diferentes modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamento que varia conforme a renda familiar do candidato.

Na primeira modalidade, o novo FIES ofertará vagas com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda, fazendo com que os encargos a serem pagos pelos estudantes diminuam consideravelmente.

As outras duas modalidades de financiamento são para estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos. Elas funcionarão com recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

Documentos necessários (original e cópia):

- FICHA DE INSCRIÇÃO IMPRESSA

ATENÇÃO:  A SEGUINTE DOCUMENTAÇÃO DEVE SER PROVIDENCIADA PELO ESTUDANTE E TODOS OS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR.

- COMPROVANTE DE IDENTIFICAÇÃO (*válido para candidato e grupo familiar UM dos itens abaixo)
a) Carteira de identidade
b) Carteira nacional de habilitação, no prazo da validade
c) Carteira de trabalho e previdência social (CTPS), com foto legível
d) Certidão de nascimento (Para menores de 18 anos)

- CADASTRO DE PESSOA FÍSICA (CPF) (*válido para candidato e grupo familiar)

- COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA (* válido para candidato e grupo familiar UM dos itens abaixo)

a) Contas de água, energia elétrica ou telefone
b) Contrato de aluguel ativo, com firma reconhecida do proprietário do imóvel, acompanhando um dos comprovantes de água, energia ou telefone no nome do proprietário do imóvel.
c) Declaração do proprietário do imóvel, com firma reconhecida, confirmando a residência do morador, acompanhado de comprovante em nome do proprietário.
d) Declaração Anual do imposto de renda de pessoa física (IRPF)
e) Contracheque emitido por órgão público
f) Boleto bancário: mensalidade escolar, plano de saúde, condomínio ou boleto habitacional
g) Fatura cartão de crédito

IMPORTANTE: A comprovação de residência precisa ser individual, - para maiores de 18 anos e estar atualizada, de acordo com a emissão dos três últimos meses antecessores a entrevista.

Caso algum dos membros não possua comprovante de residência, este deverá apresentar uma declaração do proprietário do imóvel, confirmando a residência, com firma reconhecida em cartório, companhada de um dos comprovantes de conta de água, gás, energia elétrica ou telefone em nome do proprietário do imóvel.

- COMPROVANTES DE RENDIMENTOS (*Válido para candidato e grupo familiar)

ASSALARIADOS:
a) Três últimos contracheques, no caso de renda fixa.
b) Seis últimos contracheques, quando houver pagamento de comissão ou hora extra.
c) CTPS registrada e atualizada ou carnê do INSS com recolhimento em dia, no caso de empregada doméstica.

ATIVIDADE RURAL:
a) Declaração de IRPF acompanhada do recibo de entrega a receita federal e da respectiva notificação de restituição.
b) Decore com rendimento dos últimos três meses.

APOSENTADOS E PENSIONISTAS:
a) Extrato mais recente do pagamento de benefício, obtido por meio de consulta no endereço eletrônico: http://www.mpas.gov.br.
b) Extrato bancário dos três últimos meses, quando for necessário.
c) Declaração de IRPF acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição, quando houver.

AUTÔNOMOS:
a) Declaração de IRPF acompanhada do recibo de entrega à Receita Federal do Brasil e da respectiva notificação de restituição do ano vigente
b) Decore com rendimento dos últimos três meses
c) Extrato bancário dos últimos três meses, em caso de valor fixo
d) Extrato bancário dos últimos seis meses, em caso de valor variável
e) Carnê do INSS com recolhimento em dia

COMPROVANTE DE PAGAMENTO DE PENSÃO ALIMENTÍCIA:
a) Cópia da decisão judicial, acordo homologado judicialmente ou escritura pública determinando o pagamento de pensão alimentícia, caso esta tenha sido abatida da renda bruta de membro do grupo familiar.

IMPORTANTE: Na circunstância de algum membro não possuir renda, este deverá apresentar a CTPS ou uma declaração registrada em cartório onde conste que não possui rendimentos.

Clique aqui e baixe um modelo de declaração de ausência de renda.

Caso o candidato ou algum membro do grupo familiar tenha declarado imposto de renda referente ao último ano calendário, deverá ser apresentada a declaração de IR COMPLETA, embora tenha declarado renda R$ 0,00 (zero).

- COMPROVANTE DE ENSINO MÉDIO

a) Histórico escolar e certificado de conclusão do ensino médio
b) O candidato que tenha cursado o ensino médio no exterior deverá apresentar as vias originais dos documentos referidos nos itens acima, e a respectiva tradução para o português, por tradutor juramentado, nos termos do art. 224 da Lei nº. 10.406, de 10 de janeiro de 2002 – Código Civil

- COMPROVANTE DE SEPARAÇÃO, DIVÓRCIO OU ÓBITO DOS PAIS

a) Caso os pais sejam separados, é necessário apresentar o divórcio ou uma declaração da parte ausente, reconhecido firma em cartório, com assinatura de 2 testemunhas anexado a cópia do documento de identificação destas.
b) Em caso de óbito de uma das partes, apresentar a certidão de óbito.

Modalidade I,: destinada à oferta de vagas com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda, fazendo com que os encargos a serem pagos pelos estudantes diminuam consideravelmente.

Modalidade II: destinada às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos.

Modalidade III: destinada a todas as regiões do Brasil com recursos do BNDES. Assim como a modalidade II, será destinada para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos.